Editorial

Estupidez humana

08/03/2022 às 05:30
Atualizada em 08/03/2022 às 05:30.

Até onde vai a grosseria de uma pessoa? Ao que tudo indica essa capacidade pode ser ilimitada, basta ver o que ocorreu com o deputado estadual Arthur do Val (Podemos) sobre as mulheres ucranianas. Como a imprensa mundial - sim mundial - já reproduziu o que ele falou, nós não vamos repetir para preservar o nosso leitor.

Bom, grosseria foi o mínimo, para não dizer outros impropérios, sobre o que o parlamentar fez. E correto o que fez outros partidos e políticos ao condenar as falas do dito parlamentar. A reputação dele foi tão danificada que ele cogita em encerrar a carreira, já que ele percebeu que não leva jeito para o ofício.

Dado ao ano que estamos, com a humanidade ultrapassando os 10 mil anos de histórias, não é possível que não tenhamos evoluído para perceber que isso é uma bobagem sem tamanho, esse pensamento não cabe mais neste ano, neste século.

Após o ocorrido, o parlamentar disse que o áudio foi privado e que alguém teria vazado, ora, isso não é desculpa. O caráter de uma pessoa não deve ser medido somente pelo o que ela faz em público, mas sim em toda sua rotina diária, e um deputado, governador, presidente, prefeito, devem exercer seu ofício 24 horas. Claro que alguns políticos não entendem desta forma e mais tiram férias do que trabalham, mas eles têm de perceber que antes de tudo vem o caráter e a capacidade de prestar serviço à população.

Esse tem de ser um dos princípios a ser guiado para quem pretende entrar na carreira pública. Entretanto, esse tipo de político, que começou a surgir de uns tempos para cá, já está começando a ficar desgastando. Os eleitores devem perceber no próximo pleito essas figuras aparecendo, pedindo voto.

Tomara que isso já tenha amadurecido na população, não porque o sujeito se diz diferente que de fato seja diferente, é preciso ficar atento às propostas e buscar sua biografia. Mas, se mesmo assim, a gente continuar elegendo esse tipo de gente, será preciso buscar sabedoria em uma frase de Albert Einstein, que aponta: "duas coisas são infinitas: o universo e a estupidez humana. Mas, em relação ao universo, ainda não tenho certeza absoluta"

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News