Editorial

Adeus, pedágio

16/03/2022 às 05:30
Atualizada em 16/03/2022 às 05:30.

Um edital da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), publicado ontem, sepultou, definitivamente, qualquer tentativa de criar um pedágio na rodovia Mogi-Bertioga (SP-88), bom isso ao menos por enquanto, até a hora em que novas ideias surgirem e mudarem tudo novamente.

A decisão de não mais implantar a cabine de cobrança na Mogi-Dutra, algo que não beneficiaria praticamente em nada a cidade, pelo contrário, só cobranças, já havia sido anunciada pelo vice-governador Rodrigo Garcia (PSDB), em dezembro passado.

Essa decisão por parte do governo paulista não foi algo fácil de conseguir. Desde a informação de que a rodovia seria tarifada, houve reclamações por todos os lados e, após muita briga, não só de Mogi, a parte mais interessada, mas de todas as cidades do Alto Tietê, o Executivo estadual recuou da decisão.

Um pedágio na SP-88 não traria benefícios para o município, haveria algumas modificações em algumas ruas que dão acesso à rodovia Mogi-Bertioga, mas, basicamente, Mogi não teria vantagens em ter cobrança de tarifa.

Essa oficialização do fim das tratativas para o pedágio traz duas situações: a primeira delas, e mais nítida, é de vitória para a população de Mogi e região, que precisariam pagar pedágio na SP-88, na Ayrton Senna (SP-70) e na Presidente Dutra (BR-116), ou seja, poderiam ser três cobranças em pouco tempo, mas certamente duas seriam cobradas para quem pegasse a Mogi-Dutra, já que teria que passar, antes ou depois, pela SP-70 ou BR-116.

A segunda é a vontade política. Quem disser que por meio da política não se pode fazer nada, está enganado, pois é justamente por meio dela que podemos construir algo, lutar por ideias melhores, agora, basta querer. Um prefeito sozinho, na luta contra o Estado, não consegue fazer nada, a não ser barulho. Todavia, quando um grupo se junta, como foi o caso do Alto Tietê, com prefeitos, deputados e vereadores, o peso fica muito maior e um bom resultado pode ser alcançado, e foi o que aconteceu.

Tomara que mais vontades políticas possam ser colocadas à prova, mas é preciso união, senão nada dará certo.

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News