Editorial

Correção de caráter

25/03/2022 às 05:30
Atualizada em 25/03/2022 às 09:54.

Seria de fato interessante que os seres humanos não possuíssem problemas de desvio de caráter, e pudessem conviver uns com os outros em harmonia, mas é claro que isso é uma observação utópica. Pessoas possuem defeitos e isso está indelével em nossa espécie até que o sol, daqui a 5 bilhões de anos, resolva engolir o planeta Terra, porém, é provável que bem antes disso nós já tenhamos sido destruídos por algum outro efeito catastrófico, que, por ironia, pode ser desencadeado por nós mesmos.

Mas, distante deste mundo hipotético, onde todos conseguiriam conviver em harmonia, poderíamos ter, ao menos, confiança em pessoas com as quais nos relacionamentos, seja por causa do trabalho, estudo, ou outras questões pessoais e profissionais. E isso não parece ocorrer em um escola estadual em Suzano.

Estudantes realizaram um protesto na Escola Estadual Anis Faduh, no bairro Vila Rica, pedindo a demissão de um professor porque ele teria assediado alunas da unidade. Ora, um professor, um profissional de suma importância para a nossa educação - ainda que sucateada - se presta a um papel desse. Um educador é o tipo de pessoa que se espera ter um tipo de conversa que possa trazer os jovens para o mundo do conhecimento, está certo que isso também possa parecer utópico, dada a falta de material e de profissionais dentro das redes de educação, mas esta é uma das funções deste profissional.

Não se espera que ele possa intimidar alunas para obter delas outra relação, que não a de estudante/educador, isto é completamente fora de propósito.

É claro que o caso de Suzano será investigado pela Secretaria de Estado da Educação, e nem é nosso papel já incutir culpa neste professor específico, mas é um tipo de situação que vemos pelo Brasil inteiro, e em outras partes do mundo também.

Isso não é aval para que profissionais de outros segmentos tenham esse direito, absolutamente, entretanto o educador tem o dever de corrigir o seu caráter. Ele deve passar conhecimento aos estudantes, promover debates sobre os acontecimentos e aprender com eles também, mas jamais assediar alunos, seja lá por qual motivo for.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News