Artigo

O fim da beleza

Mauro Jordão
27/03/2022 às 05:30
Atualizada em 27/03/2022 às 08:43.
mauro

mauro jordão - FOTO: mauro

O homem quer moldar o mundo conforme sua mente humanista. O surrealismo reflete o delírio onírico da arte moderna. A arte tem um rosto que personaliza e emite sentimento. O conceito de ser intelectual é de quem aprova o que não entende e que finge ver o que não existe das pinceladas disformes daquele que se intitula como artista, expondo na tela o feio e o grotesco do caos interno da sua mente perturbada.

Numa bienal, a maioria do que se acha em exposição, chamada de arte, está despida de sentimento e beleza, frustrados ficam os seus criadores por não conseguir chocar o público. Querem que a opinião pública consiga ver a "roupa nova do rei" invisível por não existir. Uma grande pedra exposta no salão de uma Bienal não pode ser apreciada como arte, antes precisa ser esculpida pelas mãos do artista. Será que o mundo decretou o fim da beleza?

Deve existir discernimento no curador para catalogar o que é arte e o que é picaretagem. Há em todos nós um sentimento estético de beleza. Sabe por quê? Porque o nosso Criador, Deus, nos fez à sua imagem e semelhança, e todas as coisas criadas por Ele, e nenhuma deixou de ser, tem a sua marca estética de perfeição e beleza. Fractal, reproduz e mantém a beleza de modo perfeito como fez Deus. Eduardo Kobra, bom desenhista e hábil pintor realista, desenvolveu uma técnica original de muralismo que expõe para todos na paisagem urbana sua arte cheia de harmonia e beleza, resgatando a memória da cidade de São Paulo.

Como é agradável olhar o belo que surge das mãos do Kobra, arte que nos dá uma mensagem de paz, mesmo vivendo na agitação de um mundo apressado. Jesus nos convida a observar as aves do céu: a sua plumagem multicolorida e o seu canto melodioso. E mais: Ele disse "olhai os lírios do campo" que nem Salomão em toda sua glória se vestiu como qualquer deles. Na Criação, as mãos do artista supremo, Deus, criou a arte viva com a exímia capacidade divina de produzir beleza usando na fauna e na flora a cor, a reta e a curva.

Mauro Jordão é médico

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News