Artigo

Os que não prestam

Afonso Pola
29/03/2022 às 05:30
Atualizada em 29/03/2022 às 08:34.
divulgação

Afonso Pola - FOTO: divulgação

Em tempo do grande imediatismo incentivado pelo fenômeno das redes sociais deparei-me com uma postagem no facebook que dizia o seguinte: "eu tenho vergonha dos políticos brasileiros".

Fiquei pensando sobre isso e conclui ser exagerado demais ter vergonha de todos os políticos brasileiros. Mais razoável seria ter vergonha dos políticos brasileiros que não prestam.

Mas não acredito que ter vergonha somente dos políticos que não prestam seja suficiente para demonstrar toda a minha indignação. Resolvi então ampliar minhas vergonhas.

Eu tenho vergonha dos empresários que não prestam. Daqueles que exploram o trabalho infantil e o trabalho em condição análoga à escravidão. Daqueles que sonegam impostos.

Tenho vergonha dos médicos que não prestam. Daqueles que não cumprem horário nos empregos públicos. Dos que cobram quando atendem em instituições públicas. Daqueles que cobram valores diferentes. E, principalmente daqueles que indicam e realizam procedimentos desnecessários para receber mais.

Tenho vergonha dos funcionários públicos que não prestam. Daqueles que não cumprem a jornada de trabalho. Dos que burlam sistemas, ou daqueles que cobram "taxas" para apressar o algum serviço.

Tenho vergonha dos trabalhadores que não prestam. Daqueles que fazem corpo mole durante a sua jornada, bem como daqueles que usam notas frias para ressarcimento de despesas que não foram realizadas.

Tenho vergonha dos advogados que não prestam e dos jornalistas que não exercem sua profissão com a devida ética. Tenho vergonha dos padres, pastores e demais religiosos que não prestam por não praticarem aquilo que pregam. Bem como dos juízes que não prestam e que são punidos com a aposentadoria, com seus polpudos vencimento.

Mas, acima de tudo, tenho vergonha das pessoas que não prestam e que se espalham pela sociedade. Afinal, a mesma sociedade que fornece a matéria prima para nossas instâncias políticas, abastece também todos os outros segmentos da sociedade.


Afonso Pola é sociólogo e professor.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News