Editorial

Canto sereia

02/04/2022 às 05:30
Atualizada em 02/04/2022 às 07:51.

Neste final de semana damos o primeiro passo dentro do longo, árduo, desafiante e, acima de tudo, decisivo processo eleitoral de 2022. Em um processo tão longo e desgastante - não apenas para os candidatos, mas para o eleitorado também - é preciso saber do valor e da importância do voto não apenas no contexto nacional, mas também para nossa região.

A Nova República, com suas três décadas desde o início da redemocratização, chega a este ano sob o signo da dúvida, não das escolhas que podem estar disponíveis no primeiro domingo de outubro, mas sobre o futuro de nosso sistema de governo. Os insistentes apelos de artistas, intelectuais e lideranças políticas de todo o espectro ideológico pela adesão dos jovens ao voto é um sinal da encruzilhada que alcançamos.

O valor do voto é tão grande que, da noite para o dia, o impossível se faz realidade. Cálculos políticos presentes e futuros quase custaram o arranjo do atual governo estadual para a eleição, e fizeram o outrora preferido da centro-direita Sérgio Moro (ex-Podemos, atual União Brasil) mudar de planos sem prévio aviso: do Planalto para o Congresso, onde poderá disputar uma vaga como deputado federal, almejando trazer, pelo coeficiente de votos, uma nova geração de políticos conservadores para São Paulo - uma conta não muito diferente que foi feita por Guilherme Boulos (Psol), que abandonou os sonhos de ocupar o Palácio dos Bandeirantes para chamar votos para uma nova bancada de esquerda.

Cabe ao eleitor do Alto Tietê não se apegar ao "canto da sereia" de candidatos "edição limitada". Celebridades e subcelebridades, de todos os campos da sociedade, partem a cada quatro anos tentando capitalizar votos não de eleitores, mas de fãs. Mas quem lutou contra o pedágio da Mogi-Dutra? Quem buscou verbas para a Educação, para a Cultura, para a Saúde em favor das prefeituras de nossa região? Quem fez e faz a diferença em nossas comunidades?

O marketing consegue facilmente transformar uma eleição, que é o momento mais importante de uma sociedade, em um mercado imoral de produtos de ocasião. Mas o eleitor do Alto Tietê precisa estar atento: estes "produtos" não são cobertos pelo Código de Defesa do Consumidor.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News