Editorial

Lição que ninguém quer

10/04/2022 às 05:30
Atualizada em 10/04/2022 às 07:53.

Nada é por acaso, nem mesmo um suspiro. Em um mundo tão conectado e com diversas oportunidades de conhecer e compartilhar amores e ódios, é impossível não sentir um turbilhão de emoções associadas à uma infame manhã de março, pouco mais de três anos atrás.

A infeliz, infame e macabra coincidência em que duas escolas estaduais no distrito de Jundiapeba, em Mogi das Cruzes, foram ameaçadas ao mesmo tempo de ataques armados contra alunos, professores e funcionários, gera ecos e lembranças do dia do ataque contra a Escola Estadual Profº Raul Brasil, em Suzano.

Naquela data, dois jovens atacaram seus semelhantes, sonhando em ser heróis para seguidores ideologia torpe e enlatada - que soma rejeição emocional, delírios de grandeza, ódio contra outras pessoas diferentes. Uma ideologia que ainda encontra terreno fértil três anos depois da tragédia, em eventos como o ocorrido em Saudades (SC) em maio de 2021.

Nada é por acaso, e as ameaças quase sincronizadas contra duas escolas estaduais em Jundiapeba para o mesmo dia, com horários semelhantes, mostram que a articulação destes grupos segue firme. Mas, assim como o fogo que precisa do tripé de calor, oxigênio e combustível, o ódio precisa se unir ao abandono de uma geração, perdida entre os sonhos de grandeza das redes sociais, a falta de perspectiva em um mundo cada vez mais afunilado, e a falta de atenção da atual geração com o futuro que estamos criando.

Inteligência emocional, ensino integral, ações afirmativas foram apresentadas como algumas das respostas de longo prazo, aliadas à vigilância reforçada com mais rondas, mais câmeras, mais muros e mais grades. Mas esta praga da violência, como uma maré inexorável, avança.

E, entre debates acerca da origem do mal que ataca nossos jovens desde o passado e o caminho para que siga nosso futuro como civilização, o medo é real e presente, com a dúvida que se instala na cabeça de pais e alunos, esperando o próximo estopim romper. Até que se faça algo, os celibatários involuntários, trolls e imbecis seguem ensinando mais que os livros e bancos escolares.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News