Editorial

Ficha Limpa

13/04/2022 às 05:30
Atualizada em 13/04/2022 às 09:42.

Um dos projetos que mais bem fizeram ao Brasil, embora tenha algumas brechas, como toda a lei nacional tem, a "Lei da Ficha Limpa", também deve ser instituída em Mogi das Cruzes. Isso porque a Câmara de Vereadores aprovou ontem, em primeira votação ainda, por unanimidade, o projeto que institui o mesmo modelo para o funcionalismo público municipal. A discussão deve voltar ao Plenário nas próximas sessões, mas com todos os parlamentares votando a favor da propositura, é de se imaginar que o texto será aprovado em segunda votação, a não ser que um erro gritante seja encontrado no texto do projeto.

Um avanço e tanto para o serviço público municipal e que poderia ser seguido por outras cidades da região. A população está cansada de saber de casos de corrupção dentro do governo federal, isso parece ter ocorrido com todos os presidentes que passaram pelo Palácio do Planalto desde a redemocratização do país, e com este não parece ser diferente. Apenas no período do regime militar que não é possível saber se existia corrupção, afinal naquela época nada era investigado.

Problemas de corrupção sempre existiram e sempre vão existir. Até mesmo em países que são exemplos neste sentido, como na região dos países nórdicos, também há um certo grau de desvio público. Assim como já mencionado neste espaço outras vezes, utilizando os crimes como exemplo, é utopia pensar que a corrupção um dia vai acabar, todavia, mecanismos como este ajudam bastante na hora da contratação.

Agora, como já dizia o ditado, "não existe governo corrupto e população honesta", infelizmente um é reflexo do outro. A ideia aqui não é generalizar ou apontar dedos, mas é fato que no Brasil, e no Alto Tietê não é diferente, há aquelas pequenas corrupções, que podem não ser tão grandes como os volumes negociados de forma obscura em Brasília, mas têm o mesmo efeito moral.

O desvio de caráter começa quando o motorista quer subornar o agente de trânsito por causa de uma multa ou sonegar impostos na hora de declarar rendimentos. O projeto de Mogi é bom, mas a conduta ilibada deve começar com a população, para depois refletir em nossos governantes.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News