Artigo

Prazer! Estético?

Raul Rodrigues
20/04/2022 às 05:30
Atualizada em 20/04/2022 às 06:35.
Daniel Carvalho

Raul Rodrigues - FOTO: Daniel Carvalho

Levantar o horizonte de expectativas de uma obra, no momento de sua leitura, é levantar o horizonte de questões para as quais o texto é a resposta. Por sua vez, ao indispor respostas acabadas, o texto propõe perguntas, estabelecendo-se a distância estética entre as expectativas do receptor, de um lado, e as respostas da obra e suas perguntas desafiadoras, de outro. Daí decorre a função do texto literário, que é a de renovar a percepção estética. Essa renovação tem um sentido amplo, pois a experiência literária do leitor deve penetrar no horizonte de expectativas de sua vida prática, interferir em seu conhecimento do mundo, afetando, em consequência, seu comportamento social.

Por isso, pode-se dizer que a leitura tem três momentos: da compreensão, da interpretação e da aplicação. O sujeito apreende os sentidos, coteja-os à luz de seu conhecimento e introjeta-os, incorporando-os de acordo com suas possibilidades e necessidades. O nível reflexivo da experiência estética propicia ao sujeito vivência e consciência da vivência, para que o prazer advindo disso, cria a possibilidade de integrar, à sua vida, os frutos dessa prática.

O prazer estético nasce da compreensão pela pessoa do respeito à prática que ela vive, envolvendo participação e apropriação. Na atitude estética, o leitor deleita-se com o objeto que lhe é exterior. Descobre-se, apropriando-se da experiência do sentido do mundo. Diante da obra percebe sua própria atividade criativa de recepção da vivência alheia. É a consciência desse processo que gera o prazer estético. Em outras palavras, para o sujeito, a experiência estética consiste em sentir e saber que seu horizonte individual, moldado à luz da sociedade de seu tempo, mede-se com o horizonte da obra e que, desse encontro, obtém maior conhecimento do mundo e de si próprio. Eis a essência do prazer estético.

Com isso, o alargamento das fronteiras da teoria literária para além do texto e do ego do autor, dá margem a estudos com foco no leitor como elemento ativo em todo processo de comunicação literária. Daí: vamos ler pessoal!

Raul Rodrigues é engenheiro e ex-professor universitário

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News