Editorial

Primeiro trimestre

27/04/2022 às 05:30
Atualizada em 27/04/2022 às 07:06.

Um trimestre sempre nos dá uma indicação de como poderá ser o restante do ano, e serve como medida para comparar com períodos anteriores, seja o mesmo período de um ano passado ou dentro do mesmo ano, como por exemplo, a comparação entre o primeiro e segundo trimestre. Em suma, ele funciona como um termômetro daquilo que se está investigando.

Para a economia não é diferente. Em grande parte, são justamente os três primeiros meses que podem indicar, ou dar uma ideia, de como será o restante do ano; se será de recuperação, de estabilidade, de retração ou de bonança, este último já não vemos há algum tempo. Para o Alto Tietê, no que diz respeito às exportações, o cenário é promissor, afinal, houve um aumento superior a 40% das vendas da região para o exterior, sendo que de janeiro a março deste ano foram US$ 243 milhões, ao passo que no primeiro trimestre de 2021 foram US$ 171 milhões exportados.

Claro que isso pode, e deve, ter efeito da desaceleração do coronavírus em nível mundial, o que mostra uma retomada não só regional ou nacional, mas em nível internacional, mas é preciso lembrar que ainda estamos falando de recuperação, o que pode sugerir que ainda estamos "pagando" por tudo aquilo que a Covid-19 nos causou.

No outro lado da moeda estão as importações, que avançaram 17%, passando de US$ 351 milhões para US$ 413 milhões. De imediato podemos pensar na balança econômica, que vai pender para o lado daquilo que a região comprou fora, em vez de vender o que foi produzido. Entretanto, para vender é preciso comprar, e esta bagatela em importações não quer dizer, necessariamente, perda na queda de braço entre vendas e compras internacional, mas boa parte do que é comprado fora do Brasil é utilizado para produzir produtos dentro do país, o que pode ser um indicativo de aumento nas vendas do mercado interno também.

Essa balança seria melhor resolvida se o Brasil agregasse valor no que é exportado, como se vende muita matéria prima, seu valor agregado fica baixo, e no frigir dos ovos, perdemos na balança comercial. Ainda assim, no que diz respeito ao Alto Tietê, os números são promissores, mas vamos aguardar os outros três trimestres vindouros.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
editor@moginews.com.br
editor@jornaldat.com.br
aline.portalnews@moginews.com.br

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News