Editorial

Dia da Indústria

Katia Brito
26/05/2022 às 05:30
Atualizada em 26/05/2022 às 08:29.

Nos períodos mais caóticos da pandemia do coronavírus (Covid-19) falou-se muito do comércio, bastante afetado, fechando as portas por conta do distanciamento necessário para conter o avanço da doença, e muitas delas, na verdade, não voltaram a se abrir. E, da mesma forma, a indústria foi fortemente impactada, assim como empresas prestadoras de serviços. Não há quem não tenha sofrido com a crise sanitária e o agravamento da situação econômica.

Setor fundamental da economia e com importante contribuição para o desenvolvimento tecnológico, ontem, Dia da Indústria, comemoramos a tendência de recuperação, embora os indicadores ainda apontem um cenário difícil. Um levantamento sobre a Utilização da Capacidade Instalada (UCI), de acordo com a Sondagem Industrial, da Confederação Nacional da Indústria, revelou que ela se manteve em 69% entre março e abril, um ponto percentual acima da média histórica. Porém, a produtividade não tem acompanhado essa aparente recuperação. Situação que ainda é reflexo da pandemia de Covid-19, que arrefeceu mas continua por aí, e agora também da guerra na Ucrânia.

Fora a conjuntura econômica e social, a indústria enfrenta o gargalo da mão de obra, também um problema compartilhado por outros setores. O Mapa do Trabalho Industrial 2022-2025, estudo realizado pelo Observatório Nacional da Indústria, indica que até 2025, o Brasil precisará qualificar 9,6 milhões de pessoas em ocupações industriais, sendo 2 milhões em formação inicial. Reforçando aqui o que falamos na edição de ontem sobre a necessidade de qualificação para um mercado de trabalho em transformação.

No caso da Indústria, especificamente as unidades do Senai cumprem bem esse papel de capacitação dessa mão de obra em formação inicial, mas é preciso ir além para beneficiar um número maior de pessoas. Enfim, são muitos os desafios para o setor, que é um dos principais empregadores do Brasil, fazendo a roda da economia girar, e sendo parte importante no que tange à pesquisa e inovação, embora falte incentivo e fomento nestas áreas. Esperemos que o próximo Dia da Indústria seja de melhores resultados. 

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News