Artigo

Intolerância

Cedric Darwin
14/07/2022 às 05:30
Atualizada em 14/07/2022 às 08:59.
divulgação

Cedric Darwin - FOTO: divulgação

O Brasil assistiu atônito ao assassinato de um guarda municipal em Foz de Iguaçu cometido por um agente penitenciário federal. O guarda, petista, comemorava 50 anos com as cores do PT e de Lula. O assassino bolsonarista teria se incomodado com a temática, se desentendido com a vítima, retornando ao local onde assassinou a vítima, que em legítima defesa revidou. Se não estivesse armado, provavelmente, seria executado.

Dois agentes de segurança, um morto e outro ferido. O motivo: intolerância política. É preciso que esse caso sirva de exemplo punitivo e de desestímulo para que haja uma escalada na violência que já tem se evidenciado nos eventos políticos do PT. Foi um atentado contra o atual presidente que alterou os rumos das eleições de 2018.

As instituições, o Poder Judiciário e a Polícia Judiciária precisam se posicionar de forma rígida contra esses ataques, sob pena de navegarmos num mar de sangue. Nossa intolerância deve se dirigir contra a corrupção sistêmica no Brasil, violência contra a mulher, destruição das florestas, garimpo e pesca ilegal, inflação, fome, miséria e desemprego. Políticos e suas ideologias têm apenas um alvo, o poder.

Ninguém deve perder sua vida por um político ou sua ideologia. O Brasil tem problemas maiores e reais. Que o Brasil nunca mais assista cenas como essas onde famílias são destruídas por absolutamente nada. Além da violência gratuita, das mortes e perdas temos o grande desafio de superar o desastre sanitário dos dois anos de pandemia.

Já temos mortos demais, luto demais, fome demais, desemprego demais, recessão e inflação demais. Precisamos de esperança, renovação, solução, não de discurso de ódio e rivalidade. Também não devemos politizar a tragédia, o crime, o ódio e a intolerância. Que possamos passar pelo processo eleitoral com tolerância, respeito e civilidade, nós eleitores não devemos nos preparar para uma guerra, mas para uma grande festa cívica onde decidiremos quem nos representará pelos próximos quatro anos.

Cedric Darwin é mestre em Direito e advogado.

 

Quem Somos

Fundado por Paschoal Thomeu – circulou em 22 de novembro de 1975. Em 1992, o administrador de empresas e publicitário Sidney Antonio de Moraes adquiriu a marca e relançou o jornal em 27 de outubro. O projeto foi ganhando força e, em 23 de abril de 1997, o jornal, até então preto-e-branco e veiculado apenas uma vez por semana, passou a circular colorido e bissemanalmente. Em 18 de maio do mesmo ano, a circulação foi ampliada para trissemanal e, finalmente, em 21 de junho de 1997 concretizou-se o lançamento do Mogi News diário. São inúmeras ações que, aliadas à qualidade editorial e gráfica, consagram o Mogi News como o jornal mais lido e respeitado do Alto Tietê

Categorias
Entre em contato:

(11) 4735-8000
[email protected]
[email protected]
[email protected]

Av: Japão, 46 - sala 06 - Vila Ipiranga - Centro - Mogi das Cruzes

© 2022 Todos Os Direitos Reservados Ao Portal News