A voz do povo

Como parte das ações de uma boa parcela de políticos, principalmente de alguns eleitos para o primeiro mandato, a promessa de ampliar a transparência dos governos e dar oportunidade à população para opinar sobre assuntos relevantes parece estar sendo cumprida. Pelo menos de forma acanhada e ainda sem condições de se avaliar resultados concretos, a participação popular ganhou espaço notadamente por meio de pesquisas, de ouvidorias e das contribuições via mídias sociais.

O programa Participa Mogi Mobilidade, iniciado na quinta-feira pela Prefeitura de Mogi das Cruzes, é um bom exemplo dessa nova tendência. A ideia é buscar informações com os usuários dos ônibus para embasar estudos que objetivam a modernização e melhorias do sistema público de transporte coletivo na cidade. Dentre as expectativas de respostas da população, estão informações sobre linhas de ônibus e melhor distribuição de horários de circulação.

Também faz parte dessa estratégia de respeito ao voto o melhor aproveitamento dos portais de transparência, aqueles que passam ao público principalmente dados estatísticos sobre ações do Poder Executivo, que podem chegar ao conhecimento, ser analisados e avaliados pela população. Tais ferramentas de prestação de contas já eram utilizadas por muitas Prefeituras, mas agora tornaram-se mais eficientes. Aqui, a melhor forma de entender o processo ficou por conta da divulgação de números referentes à pandemia da Covid-19.

Assim, foi possível compreender o avanço da doença a partir dos totais de casos positivos e de mortes; se cuidar melhor com as campanhas de higienização e de proteção à saúde; e, por fim, acreditar na extinção do coronavírus com a crescente aplicação de primeiras, segundas e terceiras doses da vacina.

Ainda no bojo da participação popular, nesta semana a ONG Rede Nossa Mogi das Cruzes realizou uma palestra no plenário da Câmara para mostrar as ações do grupo e apresentar o programa Cidades Sustentáveis. Na ocasião, os representantes da entidade pediram a criação de uma Tribuna Livre para dar voz aos moradores da cidade. A democratização de ideias em benefício das pessoas, e a partir delas, é o melhor caminho para o crescimento.

Deixe uma resposta

Comentários