Ansiedade infantil - 2ªPARTE

Crianças que apresentam problemas comportamentais relacionados a rendimento escolar, interação e sintomas como dores de cabeça e abdominais são mais propensas a buscarem ajuda de profissionais.
"Os sintomas da ansiedade se manifestam em crianças e podem surgir em sequências alternadas, com períodos mais ou menos frequentes e de maior ou menor intensidade e duração. É importante estar atento ao grau de prejuízo funcional que eles estejam causando, como: alterações no apetite, dificuldades no sono, queda do rendimento escolar, desmotivação, medos, preocupações excessivas, dores de cabeça, tonturas, retraimento social, oscilação de humor, irritabilidade ou apatia." (Dr. Júlio Koneski).
São vários os modos de apresentação, com classificação e aparecimento em idades diferentes, conforme o site "familycenter":
Pânico: diagnosticado quando sofre de pelo menos dois ataques inesperados de ansiedade.
Ansiedade da separação: crianças que sofrem ao perder os pais de vista.
Ansiedade social: caracteriza-se pelo medo intenso de situações sociais e atividades como ser chamado pelo professor durante a aula.
Mutismo seletivo: crianças que se recusam a falar em situações onde é preciso.
Fobia: medo intenso e irracional de um objetivo específico.
Fonte: https://www.neurologica.com.br/blog/ansied-inf-principais-sintomas-e-quando-buscar-auxilio-medico/
https://familycenter.com.br/ansied-inf/