Idosos no Chile tomam a terceira dose

O país sul-americano está oferecendo uma dose da AstraZeneca para cidadãos com 86 anos ou mais que tomaram as primeiras vacinas antes de março. Filas de cidadãos idosos, ansiosos para a aplicação das vacinas, começaram a se formar nos centros de imunização de bairros da capital, Santiago. A forte campanha do Chile teve mais de 67% de sua população vacinada pela CoronaVac, da fabricante Sinovac. As autoridades disseram que estudos mostraram que uma dose de reforço aumenta a imunidade.