Mogi abre agendamento para aplicação de 3ª dose

Mogi- A Secretaria Municipal de Saúde abre hoje, às 16 horas, agendamento online para aplicação de terceira dose da vacina contra a Covid-19 em trabalhadores da Saúde. Para receber o reforço, os profissionais precisam ter completado o esquema vacinal há pelo menos seis meses, independente do laboratório recebido na primeira e segunda dose.

Outro requisito é pertencer ao grupo de trabalhadores de Saúde na ocasião da primeira e segunda doses. Os interessados devem fazer o agendamento no www.cliquevacina.com.br . As aplicações serão realizadas amanhã no drive-thru e também na próxima semana.

A vacinação de trabalhadores de Saúde com a dose adicional começou nesta semana, com a imunização nos locais de trabalho como hospitais públicos e privados, serviços de remoção, unidades de pronto atendimento e unidades básicas de saúde. A Secretaria Municipal de Saúde também já está providenciando o agendamento dos trabalhadores das Instituições de Longa Permanência (ILPIs).

"É importante realizar o agendamento somente quem tiver recebido as duas primeiras doses há pelo menos seis meses. Muitos trabalhadores de saúde ainda não completaram este prazo e, nestes casos não será possível realizar o reforço", explicou a chefe da Divisão de Vigilância Epidemiológica, Lilian Peres Mendes.

Idoso

Hoje, às 16 horas, também haverá abertura de agenda para terceira dose em idosos com 60 anos ou mais que já completaram seis meses da aplicação da segunda dose. Haverá, ainda, liberação de novas datas para segunda dose de AstraZeneca para quem tomou a primeira até o dia 24/7.

Os interessados devem consultar o site oficial ou entrar em contato pelo telefone 160, das 16 às 22 horas.

Novo lote

Um novo lote de vacinas contra a Covid-19 chegou ontem à região do Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê (Condemat).

A remessa conta com 70.926 doses de Pfizer, que serão utilizadas como dose adicional para idosos de 75 a 79 anos e segunda dose para jovens de 12 a 17 anos que têm comorbidades, gestantes e deficientes.

O restante, 12.280 doses de CoronaVac, será utilizado como segunda dose contra o coronavírus para grupos diversos que ainda não completaram o esquema vacinal.